Dicas e Truques para Congelar Alimentos

Como eu havia falado no post sobre como fazer hambúrguer para congelar, o freezer é o melhor amigo de quem mora sozinho. Mas será que é só jogar tudo no saco de congelar e colocar no freezer para comer depois (depois de descongelado)?

Nunca é demais algumas dicas sobre o assunto, alguns procedimentos valem para todos os tipos de alimentos indiferente da forma como foram preparados.

  • Só congele alimentos de boa qualidade e dentro da validade. Se estiver passado o freezer só vai conservar ele desta forma.
  • Se for congelar faça o mais rápido possível, assim que preparar o alimento para que ele não comece a deteriorar.
  • A embalagem precisa estar bem vedada e sem ar dentro dela para que o alimento não se contamine. Também se o ar não for totalmente eliminado da embalagem, o alimento perde a umidade e se resseca. Por isso, pressione os pacotes com firmeza ao fazer as dobras, expulsando o ar de dentro e prenda com fita adesiva. Nos recipientes de plástico ou refratários com tampa, o melhor é preencher o espaço entre o alimento e a tampa com papel amassado. E se for usar sacos plásticos coloque-o sobre uma superfície lisa, pressione a partir do fundo, levando o ar para fora e feche bem.
  • As melhores embalagens para congelamento são:
    • Papel alumínio
    • Formas e bandejas de alumínio descartáveis
    • Polietileno em rolo
    • Saco de polietileno
    • Filme de polietileno
    • Papel impermeabilizado (parafinado ou manteiga)
    • Recipientes plásticos rígido
    • Formas para gelo
    • Pratos
    • Travessas
    • Refratários
  • Sempre anote a quantidade e data do congelamento e também a data de validade.
  • Prefira congelar porções pequenas ou individuais para evitar o desperdício já que o que foi descongelado não pode se congelar novamente.
  • Você pode voltar a congelar um alimento que foi descongelado se esse alimento passar por um processo de cozimento. Se você descongelar uma carne e a grelhar, ela pode voltar a ser congelada grelhada.
  • Cuidado com os condimentos porque o sabor se acentua no congelamento.

O que dá e o que não dá para congelar

  • Pratos Prontos
    • Pratos com carne, peixes e legumes no molho devem ser preparados como manda a receita e resfriados em seguida. Coloque-os em formas de alumínio descartável com tampa.
    • Ensopados, guisados ou carnes de panela devem ter o tempo de cozimento reduzido e serem resfriados antes de ir ao freezer.
    • Batata frita também pode ser congelada. Frite-a parcialmente, escorra em papel toalha e deixe esfriar. Depois embale em sacos plásticos e congele por até quatro meses. Para consumir, retire-a da embalagem e leve direto para o óleo quente para fritar.

  • Tortas e Pizzas

    • Tortas com cobertura devem ser congeladas cruas. Para evitar bolhas ao assar, fure a massa com um garfo e deixe no freezer por até dois meses.
    • Se quiser somente congelar a massa forme bolas, embale-as com filme plástico e leve ao freezer. Ou forre formas descartáveis com a massa crua, embale e congele. As bolas de massa se descongelam  na geladeira. Já as formas forradas podem ir direto ao forno.
    • Pizzas vão para o freezer pré-assadas, com o molho de tomate e o recheio cru. Embale com filme plástico e deixe por até seis meses

  • Sopas, Caldos e Cremes

    • Líquidos em geral vão para o freezer frios, em recipientes rígidos ou sacos plásticos, colocados dentro de vasilha para fixar o formato e fechados com fita adesiva. Como se expandem no congelamento, deixe uma folgaa na embalagem e guarde por até três meses.
    • Prefira caldos batidos, pois legumes, como couve-flor, tem textura modificada ao serem congelados. Descongele-os na geladeira ou no microondas até obter a consistência original. Aqueça e sirva.

  • Massas

    • Massas devem ser cozidas al-dente para não amolecer. E também não vão ressecar se forem embaladas com o molho (exceto aqueles com leite, ovos, maisena, molho branco, creme de leite ou maionese). Podem ser guardados por até três meses.
    • No caso de massa recheada com queijo, use os mais gordurosos, já que os magros como ricota ou cottage têm seu sabor e aspecto alterados. Em geral duram dois meses no freezer.
    • Para descongelar, coloque a massa em água fervente e cozinhe até o ponto desejado.

  • Legumes e Frutas

    • Os vegetais devem ser fervidos e resfriados antes de ir ao freezer menos os que são consumidos crus. Esse processo chama-se branqueamento e preserva nutrientes e cor dos alimentos. Basta mergulhar em água fervente e, em seguida resfriar o vegetal em água com gelo pelo mesmo tempo do escaldamento com a água fervendo. O tempo de branqueamento é diferente para cada tipo de alimento e pode durar de dois a quatro minutos por etapa. O ponto certo é quando o quando ainda estão crocantes. Seque-os com um pano e embale em sacos plásticos.
    • Folhas de salsa e cebolinha verde podem ser congeladas e não perdem sua qualidade. Lave-as e seque. Tire o os talos da salsa e arrume as folhas em uma assadeira, mantenha distancia entre elas e leve ao freezer para congelar, depois colocas as folhas em sacos plásticos. A cebolinha pode ser congelada já cortada.
    • Frutas devem ser lavadas e sem o caroço antes de congelar. O melhor é congelar as frutas em calda de açúcar ou em forma de purê ou geleia. O morango, a amora, o kiwi, a cereja e a framboesa podem ir ao freezer ao natural, dispostas numa bandeja forrada com papel manteiga . Quando estiverem congeladas transfira para uma embalagem fechada e mantenha no freezer por até seis meses. Podem ser usadas em sucos, doces ou caldas.

  • Peixes e Frutos do Mar

    • Peixes precisam ser limpos antes de congelar. Retire as vísceras, corte a cauda e a cabeça. Lave bem e enxágue com 1 litro de água e uma colher de sopa de sal. Se o peixe for pequeno, pode ser congelado inteiro. Caso contrário, corte-o em postas ou em filés e congele se desejar separadamente por até três meses os peixes gordos e quatro meses os peixes magros.
    • Lagosta, mariscos, lula, polvo, moluscos, caranguejo e siri devem ser cozidos antes.
    • O camarão precisa ter a cabeça retirada, ser lavado e enxaguado como os peixes.

  • Pães

    • Crus ou assados são estocados pela técnica de congelamento abeto. Ponha os pães em uma assadeira e leve ao freezer sem cobrir (ex: receita de pão de queijo). Quando estiverem firmes, guarde-os em sacos próprios para o freezer por até 3 meses.
    • Para descongelar o pão, retire quantas porções quiser e deixe em temperatura ambiente ou leve ao forno baixo, sem cobrir. O mesmo vale para biscoitos e salgadinhos.

  • Queijos

    • Queijos bons para congelar são os que contêm mais de 40% de gordura, como emmenthal, gruyère, cheddar, prato, queijo minas curado, parmesão, cammembert, gorgonzola e brie porque não talham durante o congelamento e duram até três meses no freezer. Os queijos podem ir ao freezer em pedaços ou fatias. Embrulhe os pedaços ou fatias em plástico. Atenção, se o queijo tiver um cheiro muito forte aconselho a congela-lo em recipiente com tampa para não passar o cheiro para outros alimentos no congelador.
    • Os tipos de queijo mais duros são descongelados na geladeira, por 12 horas, e mais seis horas em temperatura ambiente. Já os mais moles se descongelam melhor fora da geladeira. Assim recuperam o aroma e o sabor originais.

  • Sobremesas

    • Doces a base de gemas, como fios de ovos, quindim e creme de ovos podem ser congelados por até 6 meses. Suspiro bem assado também congela sem alterar o sabor.
    • Gelatina pura ou misturas que tenham leite e ovos não devem ser congelados. A gelatina fica viscosa. No entanto, não há problema em congelar musses que levam gelatina. Já os pudins com leite condensado podem ser congelados e armazenados por até 4 meses no freezer.

  • Carnes e Aves

    • As carnes podem ser congelas cruas ou em pratos prontos. Cruas podem ser guardadas por até 4 meses.
    • Os assados inteiros devem ser retirados do forno antes de dourarem e embalados em papel-alumínio. Ponha-os então num saco plástico e deixe esfriar numa tigela com água e gelo. Retire o ar, feche o saco, ponha etiqueta e congele.
    • Se for congelar uma carne preparada com molho, resfrie-a (fatiada ou inteira) e coloque em um recipiente rígido, coberto com o molho. Guarde por no máximo 3 meses.
    • Aves tem o mesmo tratamento da carne assada. No entanto, devem ir para o freezer sem o recheio – que pode ser congelado em outro recipiente e conservado por 3 meses. Para descongelar, leve ao forno envolta em papel-alumínio e depois deixe corar sem o papel. Aqueça o recheio à parte.

  • Ovos

    • Não é possível congelar ovos crus ou cozidos, pois se forem inteiros para o freezer, a casca se rompe e a gema fica granulada.
    • Alguns pratos feitos com ovos também não devem ser congelados. Na maionese pura, o óleo se separa. O merengue fica aguado e o suflê fica murcho e sua consistência é modificada, pois são as claras em neve que garantem a leveza.

Fonte: Claudia Cozinha Truques e Técnicas

 

[sgmb id=”1″]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>